Carlos Malta e Robertinho Silva juntam-se a Duofel em show

Por Carlos Bozzo Junior
Fernando Melo e Luiz Bueno, violonistas do Duofel (Foto: Carlos Bozzo Junior)

O sopro de Carlinhos Malta e a percussão de Robertinho Silva, embalados pelo som de cordas do Duofel, formado pelos violonistas Luiz Bueno e Fernando Melo, prometem muita música e muito som no show que acontece sexta-feira (28), no Sesc Pinheiros, às 21h.

O Música em Letras esteve hoje (26) no estúdio onde o Duofel ensaia, em Perdizes, São Paulo, e gravou a dupla tocando “Samba Triste”, de Baden Powell (1937-2000) e Billy Blanco (1924-2011), música que está no repertório do show.

Duo + Dois é o nome do espetáculo que já aconteceu oito vezes e, por isso, está mais do que azeitado, garantindo um som contagiante do duo com os dois outros músicos. Segundo o violonista Luiz Bueno, no final de todos os shows, acontece uma catarse de alegria impressionante na plateia. “São muitas as pessoas que vêm nos dizer que estão felizes. Por conta do momento que o país está passando, já ouvimos gente sair do teatro achando o Brasil maravilhoso, com a autoestima elevada e acreditando novamente no país”, falou o músico que, ao lado dos companheiros, toca apenas clássicos da MPB.

A variedade de timbres no show está garantida. Com os instrumentistas do Duofel, o som sai como no primórdios da dupla, há cerca de 40 anos, quando iniciaram tocando respectivamente apenas um violão de 12 cordas de aço e um violão de seis cordas de nylon. Carlos Malta fará seu sopro dar vida a um sax soprano, um tenor e pífanos, além das flautas em dó, sol e flauta baixo. Robertinho Silva reúne-se ao grupo com sua mágica, graça e encanto, fazendo vibrar uma tralha percussiva pequena, mas poderosa: um pandeiro e uma “tanajura”, instrumento com formato de um violão, sem cordas e sem braço, que funciona como uma bateria de colo.

Em sonoridade, o Duofel é craque, jogando bem e com estilo próprio, tanto no erudito, quanto no popular, experimentando timbres inusitados por meio de violões, afinações e técnicas diferentes.

Da esquerda para a direita, Carlos Malta, Fernando Melo, Luiz Bueno e Robertinho Silva (Foto: Divulgação)

Carlos Malta é multi-instrumentista, compositor e orquestrador experiente, tendo tocado muitos anos no grupo de Hermeto Pascoal antes de trilhar carreira solo. Seu sopro já foi ouvido em apresentações de sucesso na China, França, Suíça, Inglaterra, Portugal, Estados Unidos, além do Brasil. Malta já atacou em participações especiais em shows de Bobby McFerrin, Dave Matthews Band, Roberto Carlos e Caetano Veloso no tributo a Tom Jobim.

Robertinho Silva, percussionista e baterista, começou a tocar bateria ainda criança. Bateristas de samba e bossa nova influenciaram o trabalho do músico que integrou o conjunto Som Imaginário, participou da gravação do primeiro disco do Clube da Esquina, e já se apresentou com Egberto Gismonti, Milton Nascimento, Gal Costa, Roberto Carlos e Gilberto Gil, entre outros.

A junção da massa sonora da dupla de violonistas com o som dos outros dois artistas é assim avaliada por Luiz Bueno: “Uma alegria musical incrível que significa, para nós, instrumentistas, uma liberdade muito grande. A expressão da liberdade é a alegria”, falou o músico que, com seu parceiro, fazem a cama para Carlos Malta e Robertinho deitarem, rolarem e voarem como em um sonho feliz.

Para Fernando Melo, o que mais se destaca nesse encontro, além da alegria, “é que há nele uma sonoridade única, criada pelos dois duos. Ela acontece espontaneamente e é diferente a cada apresentação”.

Clássicos da MPB, como “Ponteio” e “Casa Forte”, de Edu Lobo; “Cais”, de Milton Nascimento; “Água de Beber”, de Tom Jobim (1927-1994) e Vinicius de Moraes (1913-1990); “Emoriô” e “Bananeira”, de João Donato e Gilberto Gil; “Consolação” e “Berimbau”, de Baden Powell (1937-2000), entre outras, estão no repertório.

“Esse espetáculo é uma maneira de mostrar uma nova possibilidade de se executar essas músicas tão conhecidas do cancioneiro popular”, completou Fernando Melo.

Assista, a seguir, o vídeo gravado com exclusividade pelo Música em Letras, no qual o Duofel toca “Samba Triste”, de Baden Powell e Billy Blanco (1924-2011).

SHOW DUO + DOIS
ARTISTAS Duofel, Carlos Malta e Robertinho Silva
ONDE Sesc Pinheiros, r. Paes Leme, 195, Pinheiros, tel. (11) 3095.9400
QUANDO Sexta-feira (28), às 21h
QUANTO : R$ 40,00 (inteira); R$ 20,00 (meia: estudante, servidor de escola pública, pessoas com mais de 60 anos, aposentados e pessoas com deficiência). R$ 12,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes)