Linha 4-Amarela, onde as paralelas se encontram

Por Carlos Bozzo Junior
(Fotomontagem: Carlos Bozzo Junior)

Viajar na Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo permite ao usuário vivenciar uma experiência impossível para a geometria, mas real para os ouvidos.

A viagem nessa linha, com seis estações em operação- Butantã, Pinheiros, Faria Lima, Paulista, República e Luz-, comprova que as paralelas se encontram, assim como a linha do céu no horizonte encontra o mar.

Ao anunciar qualquer uma dessas estações ou emitir informações no sistema de som dos vagões, um sinal de três notas- que remete à sonoridade de um sax tenor – , paralelamente também remete a introdução da música “Paralelas”, de Belchior (1946-2017).

Introduzir é fazer entrar; levar para dentro; pôr em voga; fixar; arraigar. A introdução musical funciona como um prefácio de livro, antecedendo-o em poucas palavras ao leitor.

Na música, a introdução por vezes assume importância própria. É o caso dessa “intro”, como se diz no jargão musical, de “Paralelas”, gravada por Belchior, em 1977, no LP “Coração Selvagem”.

Assista, a seguir, aos vídeos gravados pelo Música em Letras, mostrando como as três notas musicais emitidas pelo sistema de informações nos carros da Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo se encontram com as da introdução de “Paralelas”.