Tem festa do Amapá em São Paulo

Por Carlos Bozzo Junior
O músico Paulinho Bastos e a cantora Patricia Bastos, que fazem show em São Paulo (Foto Carlos Bozzo Junior)
O músico Paulinho Bastos e a cantora Patricia Bastos, que fazem show em São Paulo (Foto Carlos Bozzo Junior)

Acontece amanhã, quinta-feira (6), no centro cultural Rio Verde, em São Paulo, o show de lançamento do CD “Batom Bacaba”, sexto disco da cantora macapaense Patrícia Bastos, 46.

Além da artista, Dante Ozzetti (violão, guitarra e MPC, sigla para Media Player Classic, programa de computador que executa arquivos multimídia), Du Moreira (baixo, teclado e MPC) e Marcelo Effori (bateria) asseguram o som para que a cantora mostre seu talento e sua belíssima voz por meio de um excelente repertório.

O Música em Letras esteve ontem, no final da tarde, na residência da cantora, na Barra Funda, em São Paulo, onde a entrevistou e gravou um vídeo com a artista cantando “Banto”, música e letra de seu irmão, o músico Paulinho Bastos, 48. A composição é uma homenagem a Tia Chiquinha (1920-2014), descendente de escravos da Vila do Curiaú, comunidade remanescente de quilombos do Amapá. (Veja vídeo no final do texto).

“Apesar de nossa cara de índio, temos essa coisa forte que vem da música afro, que nos cerca por todos os lados. Esse trabalho é uma exposição da cultura do Amapá e da nossa música. É uma ótima oportunidade de mostrarmos essa música tão diferente e tão bonita, mas que, por estar afastada dos grandes centros, é de pouco acesso”, disse a cantora.

Capa do sexto CD de Patricia Bastos "Batom Bocaba" (Foto: Carlos Bozzo Junior)
Capa do CD de Patricia Bastos “Batom Bacaba” (Foto: Carlos Bozzo Junior)

Entre as 13 músicas do disco, estão garantidas no show “Brisa e Brasa”, de Dante Ozzetti e Luiz Tatit, “Batom Bacaba”, de Enrico Di Miceli e Joãozinho Gomes, além de “Mambo D’água”, de Renato Rosas e Ronaldo Silva.

Participações da cantora paulistana Ná Ozzetti; de Paulinho Bastos (tambor marabaixo) e Hian Moreira (bateria), ambos de Macapá; além dos percussionistas do Trio Manari, Kleber Paturi e Nazaco Gomes- os dois de Belém – dão cor especial ao espetáculo.

Geandra Bastos e Laura do Marabaixo, ambas de Macapá, dançam os ritmos amazônicos marabaixo, batuque e cacicó para a platéia, que está convidada a participar da dança e de uma degustação da gastronomia típica da região que acontecerá no local.

“Entre os pratos teremos a maniçoba, feita com folhas da maniva [mandioca], moídas e cozidas por uma semana para retirar seu veneno [ácido cianídrico], vai carne de porco, charque e outros ingredientes defumados. Parece uma feijoada”, disse a cantora revelando ter ficado com água na boca só de citar a iguaria.

Vatapá também será servido, mas com jambu, planta cultivada na região Norte, utilizada como condimento culinário. Suas folhas e flores quando mastigadas dão a sensação de formigamento nos lábios e na língua. “Essa é aquela erva que dá o tal do ‘trelelê’. Meu irmão diz que quando vamos comer jambu, deveria vir uma boca extra junto, para podermos trocar com a que temos”, falou rindo a cantora.

Para beber, gengibirra, bebida inventada pelos negros para ser tomada nas festas de marabaixo [festividade folclórica de origem africana, realizada pelas comunidades negras do estado do Amapá], feita com açúcar, gengibre e cachaça para que as pessoas dancem a noite toda. “Tem a gengibirra especial, que é para os cantores, que leva mel no lugar do açúcar. É dessa que eu tomo. Para cantar é ótimo”, contou a artista.

O músico amapaense Paulinho Bastos e a cantora Patricia Bastos, que fazem show nessa quinta-feira em São Paulo (Foto: Carlos Bozzo Junior)
Paulinho Bastos e sua irmã Patricia Bastos (Foto: Carlos Bozzo Junior)

O evento conta ainda com exibição do curta “Histórias de Marabaixo”, de Sandro Serpa e Bel Bechara, além de projeções de fotos de Gal Oppido e Skipp Worm, guitarrista, cantor e filho de Patricia Bastos.

Desfrutar da oportunidade de conhecer a riqueza cultural do Amapá em São Paulo é algo muito raro. Com uma música de qualidade, como a registrada nesse CD, além da presença de artistas como esses, é quase impossível e inacreditável, mas acontece. Aproveite.

SHOW DE LANÇAMENTO CD “BATOM BACABA”

ARTISTA Patricia Bastos

QUANDO Quinta-feira, dia 6 de outubro, às 21h

ONDE Centro Cultural Rio Verde, r. Belmiro Braga, 119, Pinheiros, São Paulo, tel. (11) 34595321

QUANTO De R$20 a R$ 35