R *u # í ¨d ~ o é a mãe!

Por Carlos Bozzo Junior
Fotomontagem: Carlos Bozzo Junior
Trecho da partitura de “Mikrophonie 1”, de Karlheinz Stockhausen (Fotomontagem: Carlos Bozzo Junior)

A inovadora música experimental desafia, desde que surgiu no século passado, concepções conhecidas e supermanjadas do que é música, sempre com muita criatividade.

Para que você não a confunda de maneira redutora, e chame a música experimental, levianamente, de ruído, compareça à segunda edição do FIME (Festival Internacional de Música Experimental), que começa no próximo sábado (16) e termina no dia 30 de julho.

Durante essas duas semanas, 27 atrações, entre artistas e grupos de vários lugares do planeta, apresentam-se em São Paulo. As performances acontecem na biblioteca Mário de Andrade, Trackers, Centro Cultural São Paulo, praça das Artes, galeria Olido e Sesc Consolação.

Oficinas, debates e palestras também estão garantidos.Veja programação completa e algumas das atrações em https://www.facebook.com/fime.art/ .

Esta é uma excelente oportunidade de ganhar conhecimento musical e deixar o preconceito de lado.