Big bands ganham espaço em São Paulo

Por Carlos Bozzo Junior
Orquestra JuruFrevo, que inaugurou o projeto Toda Segunda É Dia de Big Band (Foto: Carlos Bozzo Junior)
Orquestra JuruFrevo, que inaugurou o projeto Toda Segunda É Dia de Big Band (Foto: Carlos Bozzo Junior)

Foi inaugurado ontem (07/05), no teatro Commune, em São Paulo, um espaço onde todas as segundas-feiras haverá a apresentação de uma big band. O evento Toda Segunda É Dia de Big Band teve sua estreia com a apresentação da Orquestra JuruFrevo, que, por meio de seus 17 músicos, propõe trazer à luz as raízes e a rica cultura nordestina interpretando frevos, maracatus e baiões. Entre os frevos, “Quebrando Tudo”, de Henrique Albino; nos maracatus, “Porto Velho”, de Marco Pontes; além do baião “Feira de Mangaio”, do mestre Sivuca (1930-2006).

Outros autores consagrados figuram no repertório da JuruFrevo, entre eles, os maestros pernambucanos, na terra, Duda e Spok, além dos que já estão no céu suingando anjos. Entre os maestros dos querubins, Dominguinhos (1941-2013), Zé Menezes (1921-2014), Levino Ferreira (1890-1970) e Severino Araújo (1917-2012).

A produtora paulistana Lucia Rodrigues, que comanda os shows e o projeto, é experiente no ramo. Só na extinta casa paulistana e templo da boa música Supremo Musical, que abrigou a banda Mantiqueira por oito anos consecutivos, Rodrigues trabalhou dez anos. Depois do Supremo ter encerrado suas atividades, Rodrigues passou a trabalhar com produções locais para outros artistas, entre eles, o cantor Zé Renato e o violinista francês Nicolas Krassik. Ela também prestou seus serviços para o Madeleine Jazz Bar, na Vila Madalena, onde durante quatro anos, todas as quartas-feiras, apresentava atrações do jazz. Depois disso, foi para o Central das Artes, onde durante quatro anos e meio levou, além de jazz, muita música instrumental brasileira de qualidade.

“Queria um espaço pequeno, central e aconchegante, que abrigasse as big bands para levar a população de São Paulo a ter um contato mais constante com elas”, disse a produtora.

O flautista e saxofonista Tércio Guimarães e integrantes da orquestra JuruFrevo (Foto: Carlos Bozzo Junior)
O flautista e saxofonista Tércio Guimarães e integrantes da orquestra JuruFrevo (Foto: Carlos Bozzo Junior)

BIG BANDS DE MARÇO

Para março, estão programadas apresentações de mais duas excelentes big bands, além da Orquestra JuruFrevo, no teatro Commune.

No dia 14/03, será a vez da Reteté Big Band, liderada pelos músicos Thiago Alves e Paulo Malheiros, que completa dez anos de existência tocando músicas próprias, hinos e standards de jazz, com arranjos de Thad Jones (1923-1986), Oliver Nelson (1932-1975) e do guitarrista Alexandre Mihanovich, entre outros. A banda tem um disco gravado, “Chama Viva” (2015), e deve lançar ainda este ano o CD “Modal Winds”.

Na segunda-feira 21/03, a Banda Jazzco, formada desde 1974 pelo baixista Amador Bueno, mostra seu jazz brasileiro com integrantes de primeiro time. Entre os 16 integrantes, Vitor Alcântara (sax alto, sax soprano e flauta); Fábio Oriente (guitarra); Pepa D’Elia (bateria); Todd Murphy (trombone); Junior Galante (trompete); João Lenhari (trompete); Gerson Galante (sax tenor); Rafael Toledo (percussão); Chico Macedo (sax barítono, flauta e picolo); e Iuri Salvagnini (piano). Mas fique ligado. Por serem músicos muito requisitados, essa formação sofre alterações constantes, mas nem por isso seus substitutos deixam a desejar. O som dessa banda de ótima qualidade é sempre garantido. Confira no CD “Fevereiro”(2010) o som da trupe.

Na segunda-feira, dia 28/03, os 18 músicos da Reteté Big Band assumem novamente o seu espaço no palco para mostrar seu som a quem estiver ocupando um dos 86 lugares do teatro.

Para abril já está programada a big band Sound Scape e a apresentação do grupo Quebra Cuia, com a participação especial do pianista Philippe Baden Powell, filho do violonista Baden Powell (1937-2000).

A produtora Lucia Rodrigues revelou ao Música em Letras que há muita chance de a Banda Mantiqueira também ocupar esse espaço. “Estou fazendo o meio de campo para que isso ocorra. As chances são grandes”, falou Rodrigues acrescentando ter interesse em trazer para São Paulo big bands do interior e de outros Estados.

Presenciar uma big band, totalmente acústica, tocando tão próxima ao público favorece um entrosamento maior para quem a escuta por gerar a possibilidade de se conhecer e ouvir seus instrumentos na sua total plenitude, sem ruídos ou interferências. Valeria só pela experiência, mas como a música e os músicos apresentados são de excelente qualidade, não dá para perder. Compareça.

Assista ao vídeo gravado pelo Música em Letras em que a big band Orquestra JuruFrevo, que se apresentou ontem (07/03) realizou a passagem de som com “Frevo Gostoso”, música e arranjo de Roberles Lopes.

TODA SEGUNDA É DIA DE BIG BAND
ONDE Teatro Commune, r. Consolação, 1218, São Paulo, tel. (11) 3476 0792
QUANDO Toda segunda-feira, às 21h
QUANTO R$ 20 inteira e R$ 10 meia